VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Orquídeas / Orquídea Cattleya alaorii
Cattleya alaorii

Matéria: Orquídea Cattleya alaorii

Autor - Fonte: Equipe Floresbella

é nativa do Brasil, onde se desenvolve de forma epífita, em florestas costeiras da Bahia com alta umidade no bioma da Mata Atlântica Brasileira. Encontra-se em florestas tropicais a cerca de 600 metros acima do nível do mar. Anteriormente denominada Laelia alaorii, é mais uma bela espécie miniatura que compõem o gênero das Cattleya.
Foi descoberta na década de 1970 em uma cadeia montanhosa isolada perto de Itabuna, estado da Bahia

Flores da Orquídea Cattleya alaorii

atingem cerca de 4 a 5 cm de envergadura, sendo de forma e textura muito delicadas, de cor pastel rosado e agradavelmente perfumadas durante o dia.
As suas curtas inflorescências apresentam sempre uma úni
a flor em cada haste e surgem a partir do topo dos pequeníssimos pseudobulbos, desde que estes atingem a quase maturidade.

Cultivo e cuidados com a Orquídea Cattleya alaorii

As plantas são epífitas que crescem em árvores altas de até 40 metros (130 pés) de altura e crescem nos ramos superiores, onde recebem uma boa quantidade de luz.

Clima ideal para a Orquídea Cattleya alaorii

Necessita de boa ventilação e temperaturas sempre acima dos 10 a 12º, mesmo na época mais fria do ano. Seu ambiente é sempre nebuloso e as temperaturas mínimas no inverno são nunca menores que 15 °C.

Luminosidade ideal para a Orquídea Cattleya alaorii

Um ambiente com boa luminosidade, sem sol direto e elevado grau de umidade, favorece muito seu crescimento.

Como regar a Orquídea Cattleya alaorii

com regularidade nas estações mais quentes e secas, deixando secar o substrato entre as regas. No Inverno reduza drasticamente as regas, sendo apenas as suficientes para manter a planta hidratada.

Solo, substrato e fertilização ideal para a Orquídea Cattleya alaorii

Pode ser cultivada num pequeno cesto de madeira suspenso de 10 cm de diâmetro com substrato para epífitas de boa granulometria (2 a 3cm), composto à base de casca de pinheiro, cortiça e argila expandida, ou sfagno para manter umidade constante. Fertilização semanal, com fertilizante químico NPK balanceado de boa procedência, com metade da dose indicada pelo fornecedor, duas vezes por semana. Suspenda as fertilizações a partir de meados do Outono até ao Início da Primavera.

Cultivo Ornamental da Orquídea Cattleya alaorii

A espécie recebeu o nome do Sr. Alaor Oliveira, ex-funcionário da Universidade de São Paulo em Piracicaba, que primeiro colecionou esta espécie em uma excursão de campo no final dos anos 1960.


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797