VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Flores / Calêndula – Calendula Officinalis
Calêndula – Calendula Officinalis

Matéria: Calêndula – Calendula Officinalis

Autor - Fonte: Equipe Floresbella

É um gênero botânico pertence à família das margaridas é originária da Europa meridional. Curiosamente, essa florzinha abre suas pétalas assim que o sol nasce e as fecha na hora em que ele se vai.

Características da Calêndula – Calendula Officinalis

A flor, de coloração amarelo-alaranjada, caracteriza-se pelo inegável perfume e as folhas são macias e aveludadas. Planta anual, a calêndula pode atingir até 50 cm de altura e apresenta caules ramificados em duas hastes.

As folhas inferiores são espatuladas e as caulinares são lanceoladas e alternadas.

Como plantar e cultivar a Calêndula – Calendula Officinalis

Para cultivar calêndulas é necessário a
luz do sol. É que ela precisa de no mínimo 4 horas diárias de sol direto. Lembre disso, ao escolher o local onde serão colocados os vasos ou mesmo na hora de plantar no jardim.

A mistura de solo indicada para o plantio deve ser rica em matéria orgânica: 1 parte de terra comum de jardim, 1 parte de terra vegetal e 2 partes de composto orgânico.

Quanto a rega, sempre que a terra apresentar-se seca - como a calêndula gosta de solo sempre úmido, é recomendável regar dia sim e dia não e, nos meses mais quentes, todos os dias.

Como propagar a Calêndula – Calendula Officinalis

A propagação é por sementes, mas é um processo muito lento, o ideal é adquirir as mudas já prontas.

Utilização da Calêndula – Calendula Officinalis

No Brasil, a calêndula adaptou-se facilmente, especialmente nas regiões Sul e Sudeste. Hoje, ela é cultivada tanto para fins ornamentais como para a fabricação de medicamentos e cosméticos.

A partir da calêndula, a medicina homeopática produz remédios que são usados oralmente, inclusive em períodos pós-operatórios. Na medicina popular, a planta é muito utilizada para tratar problemas uterinos e cólicas menstruais, estimular a atividade hepática e atenuar espasmos gástricos, é um anti-séptico e cicatrizante principalmente evitando infecções em ferimentos e escoriações.

Consumida em excesso, a planta pode provocar depressão, nervosismo, falta de apetite, náuseas e até vômitos.

Usada também na fabricação de cosméticos pelos diversos princípios ativos contidos na planta. A calendulina, por exemplo, um pigmento que dá a cor alaranjada às pétalas, presente em boas doses nas flores, juntamente com a resina e a mucilagem, são responsáveis pelos processos regeneradores e cicatrizantes.


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797