VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Árvores e Arbustos / Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês
Acer Palmatum – Bordo Japonês

Matéria: Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

Autor - Fonte: Equipe Floresbella


É um gênero botânico pertencente à família Aceraceae, podendo ser denominada com o nome comum de bordo. Pode ser uma árvore ou arbusto. Existem aproximadamente 128 espécies, a maioria das quais são nativas da Ásia, Japão, Coreia do Sul e à China, mas várias espécies também ocorrem na Europa.

Características da Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

O bordo japonês é uma pequena árvore decídua. Sua altura varia entre 6 e 10 metros. Em alguns casos, pode chegar até a 16m, mas é raro. Suas folhas são 4 cm longas e 12 cm largas.

A coloração das suas folhas sofre alterações bastante intensas ao longo das estações do ano, variando desde verde vivo, passa
do por amarelo e chegando a vermelho intenso antes da queda da folha no outono.

As flores são discretas, avermelhadas e surgem em inflorescências do tipo racemo, na primavera. Os frutos se desenvolvem em pares e são do tipo sâmara.

Como plantar e cultivar a Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

Os bordos japoneses requerem um solo bem drenado, no entanto o mais indicado é o de akadama japonês puro.

Como a maioria dos bordos, o bordo japonês é bem adaptável, mas cresce melhor em solos profundos, bem-drenados e férteis. O bordo japonês cresce bem em áreas temperadas, como o sul do Brasil, e em climas tropicais de altitude, como as mais conhecidas cidades da serra Fluminense (Petrópolis, Nova Friburgo, Teresópolis).

Localização no verão: A planta requer sombra parcial ou total, principalmente durante o período da tarde, que é quando o calor se torna mais intenso. Deve proteger-se do vento todo o ano.

Localização no inverno: O bordo japonês agüenta muito bem o frio, desde que não esteja à mercê do vento frio. A uma temperatura superior a -10 °C não haverá problema. Calor excessivo durante o inverno pode fazer a árvore desfolhar demasiado cedo, o que pode ser extenuante.

As regas no verão devem ser freqüentes, tendo-se o cuidado de não deixar a terra encharcada, pois isso pode causar fungos e adoecer a planta. Recomenda-se regar sempre que a superfície da terra estiver seca. No inverno, proteger a planta da chuva e do frio, e redobrar as atenções, uma vez que esta estação propicia o surgimento de fungos.

Como podar e adubar a Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

São necessárias para a formação de novos brotos e renovação da folhagem após o florescimento.

Para a adubação, adote formulações de liberação lenta NPK 10-10-10, que permitem ser realizadas quatro vezes ao ano.

Na primavera, realize a poda dos ramos secos ou muito compridos para maior aeração da planta. Esse processo dificulta a colonização de pragas e elimine ainda possíveis folhas e flores murchas.

Como propagar a Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

O bordo japonês e espécies similares requerem estratificação para germinarem, ou seja, a arranhadura na semente para que ela adquira um alto índice de germinação.

Utilização da Árvore Acer Palmatum – Bordo Japonês

É amplamente plantada como planta ornamental em parques e jardins japonês. O Acer palmatum é uma das melhores espécies para fazer bonsai, dado o tamanho das suas folhas, que fica muito facilmente proporcional ao tamanho da planta.

O bordo japonês tem sido cultivado em áreas temperadas ao redor do mundo desde o século XIX. Suas sementes são populares na maioria das lojas arboricultoras, mesmo no Brasil. O cultivar mais popular é o das folhas vermelhas.


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797