VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Árvores e Arbustos / Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata
Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata

Matéria: Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata

Autor - Fonte: Equipe Floresbella

É uma árvore da Mata Atlântica e de outros biomas, de modo a ser encontrada no território dos seguintes países: Argentina, Brasil (Ceará, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul), Uruguai, Paraguai, Peru e Bolívia. Seu nome científico é Bauhinia Forficata

Características da Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata

Devido à morfologia de suas folhas, semelhante ao formato das patas de bovídeos, a Bauhinia fortificata é chamada vulgarmente de pata-de-vaca, casco-de-vaca, pata-de-boi, pata-de-vaca-branca, unha-de-boi e unha-de-vaca. Também é conhecida popularmente como miroró, mororó e mororó-de-espinho.

Portador
de uma das mais belas flores e folhagem entre as Bauhinia.

Como plantar e cultivar a Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata

Plante em terra fértil, numa sementeira que precisa ser mantida em local arejado nas primeiras semanas ou até que os brotos tenham pelo menos três pares de folhas.

A pata-de-vaca deve ser cultivada em ambiente externo que receba sol o dia todo, em solo rico em matéria orgânica e mantido ligeiramente úmido. Não aceita bem clima frio nem correntes de vento e pode perder muitos botões após uma mudança brusca de temperatura, especialmente durante a noite. Não necessita de podas regulares, apenas retire os ramos fracos, doentes ou mal formados.

Como propagar a Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata

Utilização da Árvore Pata de Vaca - Bauhinia Forficata É uma planta usada para à saúde, as folhas da pata-de-vaca são usadas popularmente no controle de diabetes, consumidas na forma de chá. Brancas ou ligeiramente rosadas, as flores surgem do fim do inverno ao começo da primavera e atraem pequenas abelhas.

É usada tradicionalmente como medicamento e tem sido objeto de estudos no controle da diabetes. Estudos científicos comprovaram a planta é capaz de reduzir a hiperglicemia tendo ação semelhante a da insulina. Além disso, estudos comprovam um importante potencial antioxidante dos extratos da planta in vitro. A espécie é pioneira e importante na regeneração de matas degradadas.


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797