VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Árvores e Arbustos / Árvore Lichieira – Litchi Chinensis
Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

Matéria: Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

Autor - Fonte: Equipe Floresbella

é uma espécie do gênero botânico Litchi, pertencente à família Sapindaceae. É uma árvore frutífera conhecida popularmente como lecheira, lichieira, lichia ou uruvaia.

É natural das regiões quentes da Ásia sendo encontrada principalmente na República Popular da China, Índia, Madagáscar, Nepal, Bangladesh, Paquistão, sul e centro de Taiwan, a norte o Vietname, Indonésia, Tailândia, Filipinas, África do Sul e México. Litchi Chinensis é o nome científico dela.

Características da Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

A árvore é de tamanho médio, atingindo 15-20 metros de altura, com folhas alternadas, cada folha com 15-25 centímetros de comprimento, com 2-
folíolos laterais de 5-10 centímetros de comprimento; o terminal folheto está ausente.

Normalmente, a florada começa em fins do inverno a início da primavera, sendo que ocorrem três tipos de flores que se abrem, consecutivamente, na mesma panícula: Flor tipo I: funcionalmente masculina - Flor tipo II : funcionalmente feminina - Flor tipo III: funcionalmente masculina.
As novas folhas jovens são de um vermelho brilhante de cobre, em princípio, antes de se tornarem verdes e alcançar a sua plena dimensão. As flores são pequenas, verde-branco-amareladas ou brancas.

Como plantar e cultivar a Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

A lichia não é muito exigente em solo, apesar de preferir os leves, profundos e com alto teor de matéria orgânica, que pode ser substituída por adubações adequadas. O pH deve estar entre 5,5 e 6,5, suportando solos mais ácidos que a mangueira e abacateiro; adapta-se a solos com pH até 8,5, desde que haja fornecimento de micronutrientes.

A maior exigência é nos primeiros anos da cultura, quando necessita de alto teor de matéria orgânica para um bom desenvolvimento.

Como propagar a Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

É feita por processo vegetativo, sendo mais comum a alporquia. Entretanto, podem ser utilizados outros métodos, tais como: por semente, enxertia ou estaquia.

Clima ideal para o cultivo da Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

A lichia é bastante exigente com relação ao clima, desenvolve-se bem, mas não produz satisfatoriamente em regiões tropicais, adaptando-se melhor em regiões onde o clima é frio e seco antes do florescimento e, no resto do ano quente e úmido. A planta resiste mais o frio do que a mangueira e menos do que a laranjeira. A faixa de temperatura ideal, para esta fruteira, situa-se entre 20 a 35ºC, sendo que paralisa totalmente sua atividade, vegetativa abaixo de 15 ou 16ºC.

Características, uso e valores nutricionais da Lichia, o Fruto da Árvore Lichieira – Litchi Chinensis

Os frutos, externamente semelhantes a morangos, formam cachos. Possuem casca rugosa, de cor avermelhada e fácil de ser destacada.

A polpa é gelatinosa, translúcida sucosa, lembrando ao sabor de pitomba, e não é aderente ao caroço.

Pode ser consumida in natura (fresca) ou em forma de doces, geleias, iogurtes e sorvetes. A lichia é, ainda, utilizada na fabricação de cosméticos, pois o fruto possui propriedades antioxidantes, assim como para a fabricação de sucos, compotas e ainda para a passa.

Cada 100 gramas da polpa da fruta Lichia contêm alto índice de vitamina C, além de possuir as do complexo B, sódio, cálcio e potássio.

Valor energético: 66 calorias, carboidratos: 16,53 gramas, proteínas: 0,83 gramas, gordura: 0,44 gramas, fibra: 1,3 gramas, cálcio: 5 miligramas, fósforo: 31 miligramas, ferro: 0,31 miligrama, potássio: 171 miligramas, vitamina C: 1,5 miligrama, tiamina: 0,01 miligrama, riboflavina: 0,065 miligrama, niacina: 0,6 miligrama


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797