VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Orquídeas / Orquídea Cattleya aclandiae
Cattleya aclandiae

Matéria: Orquídea Cattleya aclandiae

Autor - Fonte: Não Informado

A espécie desta orquídea é geralmente encontrada na faixa de Mata Atlântica acima de 400 metros de altitude. Tem comportamento epífito, atinge cerca de 20 centímetros, folhas lisas, rígidas e elípticas e flores que variam de verde claro ao verde escuro com manchas marrons e labelo de cor lilás.

Cattleya aclandiae é uma orquídea endêmica da Bahia, especificamente da regiões sul e sudeste do estado. Foi descrita originalmente pelo botânico inglês John Lindley no ano de 1840.

Características da Orquídea Cattleya aclandiae

Formas de crescimento da Orquídea Cattleya aclandiae

Simpodial e epífita. É uma planta de pequena estatura, com pseudobulbos de, no má
imo, 15 a 20 cm, raramente mais um pouco, até 25 cm. Bifoliada, com folhas coriáceas. Inflorescência apical e sem espata. Coluna exposta.

Flores da Orquídea Cattleya aclandiae

As flores surgem entre Outubro e Dezembro na extremidade do pseudobulbo. Alem da cor típica possuem algumas variações.
Geralmente a Orquídea Cattleya aclandiae dão duas flores por pseudobulbo de cerca de até 10 cm de diâmetro pintalgadas de marrom e variando a cor das pétalas e sépalas do verde claro ao verde escuro e labelo de cor lilás A coluna fica exposta e tem a mesma cor do labelo (cor tipica).

Cultivo e cuidados com a Orquídea Cattleya aclandiae


Em cultivo, a Orquídea Cattleya aclandiae não se adapta a vasos, devendo ser, portanto, plantadas em cascas de árvores. Antigamente era rara nas coleções mas hoje, seu cultivo já é mais difundido.

Clima

No habitat natural, a Orquídea Cattleya aclandiae precisa de calor forte, no verão (35º, máxima) e frio, no inverno e à noite. Umidade relativa elevada.

Regas

A Orquídea Cattleya aclandiae Necessita de bastante umidade para se desenvolver bem. Em seu habitat, existem brisas marítimas constantes, que trazem à planta umidade vinda do mar.
Mas quando a Orquídea Cattleya aclandiae são plantadas em cortiça, corticeira ou tocos de madeira, a rega deve ser diária, quando plantada em palito de xaxim, regar um por semana. A Orquídea Cattleya aclandiae plantada em vasos, devem ser regadas uma vez por semana sempre de manhã cedinho. Quando chegar o período de inverno, reduzir a rega drasticamente.

Solo Ideal para a Orquídea Cattleya aclandiae

É tida como uma planta difícil de cultivar, o que se deve em grande parte às condições dos locais em que é endêmica. Muita claridade, regime pluviométrico, bem definido, com períodos bem secos e em que chega a ficar ligeiramente desidratada, seguido de épocas de grandes precipitações, que antecedem o período de floração.
Por tudo isso, em cultivo, a Orquídea Cattleya aclandiae prefere suportes como toros, placas de cortiça e pequenos palitos de xaxim, ou seja, suportes que permitem a rápida secagem das raízes. Pode ser cultivada em vasos rasos, e com substrato poroso e fundo de drenagem que ocupe 2/3 do vaso, de preferência de barro. Suas Raízes chegam a sair para o lado de fora do vaso, estendendo seu rizoma e soltando uma enorme quantidade de raízes que agarram na parte externa do vaso, ou ficam penduradas, evidenciando que não gosta de permanecer com raízes encharcadas. Replantada, tem um demorado restabelecimento. Fertilização, freqüente, com adubos líquidos, por rega ou pulverização.

Pragas e doenças que atacam a Orquídea Cattleya aclandiae

São as mesmas pragas e doenças que atacam as Orquídeas Cattleyas e Orquídeas Laelias catleioides: cochonilas, pulgões, tentecoris, podridão e etc.



Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797