VÍDEO: POR QUE NOS PARECE QUE NADA DA CERTO

Você está em: Página inicial / Matérias: / Orquídeas / Evitando os principais erros ao cuidar de orquídeas
erros ao cuidar de orquídeas

Matéria: Evitando os principais erros ao cuidar de orquídeas

Autor - Fonte: Equipe Floresbella

Para que as orquídeas se mantenham sempre saudáveis e bonitas é preciso ficar de olho e não precisa abusar dos produtos químicos, aliás, nem devemos pois este é mais um erro cometido por orquidófilos iniciantes.

Para isto basta prestamos atenção a elas evitando os principais erros ao cuidar de orquídeas e com certeza podemos reverter à situação e salvar as orquídeas que se apresentam com folhas apodrecidas ou murchas. E até mesmo com algum inseto que possa estar se deliciando e as devorando.

Vasos de barro são os mais recomendados por sua porosidade e assim drena melhor a água do que os de plástico. Vasos de barro evitam o apodrecimento das raízes nas orquídeas e a
nda prefira os vasos com furos, ou seja, próprios para o plantio de orquídeas.

As manchas na folhagem das orquídeas podem indicar que a planta tenha sido atacada por uma praga, nesse caso use detergente líquido diluído em água após lavar bem todas as folhas e raízes e borrife a concentração nas folhas. Se a infestação for grande, passe o sabão puro, sem diluir. Depois, deixe a orquídea por 24 horas na sombra, lave e replante.

Esterilizar a tesoura antes de cortar as folhas é fundamental, pois evita a penetração de bactérias em sua orquídea, o que se isso acontecer pode levar a sua morte.

Para esterilizar a tesoura antes de podar a orquídea pode ser outro erro a evitar quando cuidar das orquídeas, utilize um maçarico portátil ou a própria chama do fogão e espere a tesoura esfriar, e após usar a tesoura já esterilizada, e for manipular outra planta, esterilize novamente, para evitar transmissão de doenças.

Coloque canela em pó na parte cortada da orquídea após a poda pois assim sua orquídea estará usando um cicatrizante natural.

Deixe as orquídeas passarem o limite do vaso, com suas raízes. O melhor jeito de permitir espaço a suas orquídeas é deixá-la livre para crescer, mas não se importe, pois a beleza dessa planta é espetacular e está também nas suas raízes que ficam expostas se aderindo a superfície dos vasos.

Quando trocá-las de vaso repare de que lado surge os novos brotos, pois esta é a parte da frente de sua orquídea, e esses brotos novos devem ficar livres de estar encostados na parede.

Os substratos também devem ser bem escolhidos e os melhores para orquídeas são as cascas de pinus, misturadas com pedacinhos de carvão vegetal e um pouco de pedra brita, para pesar na planta e assim ela se sentir segura para enraizar.

Nunca use o mesmo vaso após ter eliminado pragas, troque o recipiente por um novo. Caso não seja possível, lave-o bem com cloro e finalize com detergente neutro, enxaguando antes de replantar sua orquídea.

Repare na coloração das folhas, pois muito escuras indica sinal de que sua orquídea está recebendo pouca luz, se for o caso, a troque de lugar.

Faça um histórico da sua orquídea: Use plaquinhas de identificação com o nome da espécie dela, última floração, adubação e etc.

Esperamos ter ajudado!

Equipe Floresbella


Política de Privacidade
Política de Cookie
Busca Google
WhatsApp: (11) 9 8104 7797